Juntin ou rapidin?

Convivência e conveniência são decisões importantes que fazem parte das escolhas diárias, inclusive as alimentares

Fotografia de Carolina Amorim
Fotografia de Carolina Amorim

A praticidade na alimentação pode nos distanciar, ou aproximar, da saborosa relação entre a comida e as pessoas. Produzir alimentos, cozinhar e comer juntos são atividades coletivas, ricas de memória, afeto e saber. A escritora carioca Nélida Piñon afirma que “a cozinha é o mundo mais fascinante da casa, o mais coletivo. Um espaço que reúne sobrevivência, prazer, refinamento e civilização”. O prazer não é só pelo paladar, mas de conviver à mesa.

É preciso pesar na balança se a rapidez das refeições está acima do convívio com os amigos e a família. Mas também é prazeroso descobrir que com uma boa dose de criatividade é possível colocar no mesmo prato convivência e conveniência. Você pode levar de 3 a 30 minutos para fazer uma tapioca caprichada, preparar uma salada no pote, colocar uma fruta na mochila, grelhar legumes, fazer uma omelete ou cozinhar uma massa. São apenas algumas ideias práticas, deliciosas e saudáveis para compartilhar a alegria de estar junto.

Continue a degustação na nossa biblioteca virtual

Convivência e conveniência

« »